Show do “Música de Brinquedo”, novo cd da banda Pato Fu

Sabe aquela banda que você adora e todo mundo lembra de você quando ouvem? Essa minha banda do coração é Pato Fu. Lá em 1996 eu ouvi pela primeira vez e amei. No começo de 97 fui no meu primeiro show deles. Lá se vão 13 anos em que vou em TODOS os shows em BH (e até já fui em um no interior). É a única banda que eu ainda faço questão de comprar os Cds originais, ficar apreciando o encarte e guardá-lo junto com os outros 9 da coleção.

O mais recente deles é o “Música de Brinquedo”. Lançado no começo de agosto, já é um dos mais vendidos no Brasil. O chamariz do cd está explícito no nome: todas as músicas são tocadas com instrumentos musicais de brinquedo. Esses mesmo, que a gente dá de presente para as crianças e na mão delas fazem uma barulhada infernal. Antes de ouvir o cd ou ver os diversos making of’s que a banda disponibilizou no site, ficava a dúvida: será que sai um som interessante desses brinquedos, se tocados por quem entende do assunto? E a resposta é a mais positiva possível.

O cd conta com a participação da Nina (filha da Fernanda e do John) e de duas outras crianças em todas as músicas. Confesso que achei isso meio chato. Voz de criança desafinando nas 12 músicas fica cansativo. Ainda assim, eu estava MUITO curiosa para saber como seria o show. E não demorou: marcaram logo dois dias para o lançamento em BH: 04 e 05 de setembro. Os ingressos esgotaram super rapidamente. Resultado, fiquei sem. Depois de sofrer muito e desabafar no Twitter, acabei conseguindo um ingresso com uma pessoa que eu nunca tinha conversado na vida, que se solidarizou com meu sofrimento. (Deixo aqui um agradecimento especial à @Chris_Zinha. Se não fosse ela, eu tinha perdido esse ESPETÁCULO!)

Mesmo depois de 13 anos acompanhando fielmente a banda, eu ainda me surpreendo com a qualidade técnica deles. Cada detalhe do show é cuidadosamente trabalhado. A iluminação é impecável, a energia e o carisma que a banda tem com o público é maravilhoso. Os experimentos que eles fazem com cada música, as conversas, o clima descontraído com que eles tocam, o aconchego do teatro pequeno.. Tudo isso serviu para fazer desse show um dos melhores que eu já vi na vida!

Por diversas vezes me enchi de orgulho, por acompanhar uma banda por tanto tempo e gostar dela cada vez mais. Inúmeras vezes lembrei de 13 anos atrás, quando a maioria das pessoas perguntavam “Quem é Pato Fu? não conheço!” e eu falava que era a banda mais foda que existe. E agora, tantos anos depois, os ingressos para os dois shows esgotam rapidamente e vejo os mais sinceros elogios dos principais críticos musicais do país.

Pode parecer coisa de fã, mas é muito prazeroso ter a oportunidade de, ao final do show, ter contato com as pessoas que fizeram isso tudo acontecer (eles fazem questão de atender um por um no camarim). Poder agradecer a oportunidade de ver um espetáculo desse nível. Parabenizar por um belíssimo trabalho que, se inicialmente chegou carregado de dúvidas e expectativas, depois do show provou que eles tem muita consciência do que estão fazendo.

Se quando a Fernanda lançou o cd solo (“Onde Brilhem os Olhos Seus” – lindíssimo – só com músicas famosas na voz da Nara Leão) muita gente se perguntava se o Pato Fu ia acabar, esse show acabou com toda a dúvida. A banda está cada vez mais entrosada, mais alegre. É nítida a intimidade entre eles, é notável a felicidade deles juntos.

Deixei pro final uma surpresinha: o show conta também com 2 participações super especiais. Groco e Ziglo, dois bonecos de marionete feitos pelo grupo Giramundo exclusivamente para os shows. A interação deles com os músicas e com a platéia é tão grande que por diversas vezes eles roubam a cena. É hilário e completamente lúdico. No teatro haviam muitas, MUITAS crianças na platéia. Umas bem pequeninas, outras maiores. Mas todas elas estavam tão entretidas, batendo palminhas e participando ativamente do show. Fantástico.

Fico por aqui. Não sem antes dizer que é cômico ver esses marmanjos tocando com brinquedos de crianças, que mal cabem em suas mãos. O Xande destruindooo na bateria, por diversas vezes achei que ela fosse rachar ao meio! Mas no fim todos os brinquedos sobreviveram (fora um brinquedinho do Ricardo, que teimou em não funcionar e ele acabou por nos ajudar com as palmas).

Peço desculpas pelo texto enooorme. Mas eu não ia conseguir extravasar essa felicidade em poucas palavras. Se você chegou até aqui, é porque gosta da banda e se contagiou com o show, através das minhas palavras. Portanto, um conselho: se você gosta de curtir um bom espetáculo, não perca esse show de forma alguma!

Clique nas fotos para ver maior.

4 Replies to “Show do “Música de Brinquedo”, novo cd da banda Pato Fu”

  1. Dudi

    Saudações de Pato Fã!
    Tenho uma página dedicada ao Pato Fu, e nela existe uma galeria com fotos tiradas por fans e admiradores da banda. Gostei muito de suas fotos, se quiser participar da galeria (preciso que selecione 10 fotos), entre em contato por meu e-mail ou pelo blog ;)
    extrafu.wordpress.com/galeria/top10/
    Abraço-Fu

  2. Chris

    Quando achamos que já vimos de tudo vem o Pato Fu e mostra que não!!Adorooo
    Parabens pelas fotos, ficaram lindas.

  3. @fnatan

    Tbm fui no show sabado…
    Lindo…

    só fiquei um pouco triste de nao ter ido tbm no domingo, a Nina e o Matheus apareceram em Live and let die…

  4. Zita

    Sou fããã do pato fu tbm, a um bom tempo já.. to no aguardo do show deles aqui em recife que será proxima sexta. Ingressos na mão a tempos!!
    Legal seu post.. tbm tenho um orgulho danado de ser fã de uma banda assim, que só nos tras alegria e enriquece ainda mais o nosso dia a dia! : )

Deixe uma resposta