Profissão Fotógrafo: clicks, glamour e pouco trabalho. É?

Dia desses estava conversando com amigos sobre em que consiste o tempo de trabalho do fotógrafo. As pessoas que estão de fora (os não-fotógrafos) não conseguem ter a percepção real do tempo que gastamos em cada etapa do processo. Acreditam que a maior parte do tempo é gasto durante o evento, enquanto os cliques são feitos. Talvez por isso algumas pessoas não saibam dar o devido valor, acham que o orçamento foi caro e talvez também venha desse pensamento o glamour que a profissão adquiriu.

Mas quem trabalha com fotografia sabe que o momento dos cliques é a menor parte do processo. Antes de tudo, você precisa calcular todos os seus custos fixos e variáveis, estipular o valor da sua hora de trabalho e jogar nisso tudo qual será o seu lucro com cada serviço. Depois vem o planejamento de marketing, que é fazer o cliente te conhecer e te contratar. Em seguida tem a reunião com o cliente, onde se faz o briefing sobre como será o evento, local, duração, etc. Com esses dados, você fará o orçamento. Cliente aprovando, começa o processo de pré-produção. Se for um ensaio, onde serão as fotos? Preparação de equipamentos, pesquisa sobre como chegar ao local. Finalmente, os cliques.

Volta pra casa, faz backup, edita edita e edita fotos. Entrega pro cliente, ele escolhe as que vão pro álbum. Diagrama diagrama diagrama álbum. Envia pro cliente aprovar. Ele quer alteração. Altera, envia, aprova. Manda o álbum pra empresa que vai fabricá-lo. Enquanto esperamos o álbum chegar, vamos participar de palestras, ampliar o conhecimento, fazer network. E claro, colocar as fotos do evento nas redes sociais e fazer mais marketing pessoal. O domínio e hospedagem do seu site venceram, assim como o seguro dos equipamentos, vamos ao banco pagar. O álbum chegou, marca reunião com o cliente para entregar. UFA!

Ontem, o site Resumo Fotográfico mostrou uma pesquisa realizada em 2009 pela ISPWP (International Society of Professional Wedding Photographers), que mostra em forma de gráfico tudo isso que descrevi aí em cima. Apenas 12,2% do tempo de trabalho de um fotógrafo é gasto fotografando. Acrescente mais 38,9 entre editar fotos e diagramar álbuns. Mais 6,2% de tempo com impressão/laboratório e temos 51,48% de tempo emvolvidos com a fotografia em si. Os 48,52 restantes são gastos com outras tarefas como manutenção de equipamentos, networking, contabilidade e contato com os clientes.

Já este outro gráfico revela como as pessoas acham que os fotógrafos gastam o seu tempo. Muuuuuito diferente né? Agora você não acha mais que a vida de fotógrafo é puro glamour, fama e dinheiro!

7 Replies to “Profissão Fotógrafo: clicks, glamour e pouco trabalho. É?”

Deixe uma resposta