“José & Pilar” – 3 anos na vida de José Saramago

Acabei de assistir um documentário que entrou para a lista dos melhores longa-metragens por mim já assistidos. José & Pilar nos coloca extremamente íntimos do escritor José Saramago e de sua esposa, a jornalista Pilar. O longa registra o dia-a-dia bastante atarefado do casal, que corre o mundo para participar de homenagens, lançamentos de livros, entrevistas e um sem fim de tarefas por eles educadamente irrecusáveis.

Como grande fã que sou do Saramago, assistir ao documentário foi uma prazerosa descoberta. Filmado durante 3 anos, entre 2006 e 2008, o longa nos mostra características do escritor que sabemos existir, mas que fica ainda mais delicioso constatar vendo assim tão de perto. O bom humor ácido e ranzinza que lhe são peculiares fica muito mais doce quando vemos o pequeno sorriso em seus lábios ao conversar, e principalmente ao se dirigir tão carinhosamente à Pilar, sua esposa há mais de 25 anos.

Mesmo tendo uma câmera voltada para eles diariamente, o casal se sente muito à vontade e parecem esquecer que estão sendo filmados. Sendo assim, toda a projeção é extremamente natural e nos deixa próximo dos dois. Talvez isso explique as minhas lágrimas abundantes quando começamos a ver um Saramago debilitado e que fica por 5 semanas frágil, internado num hospital.

Ver sua recuperação é uma alegria tão grande que parecia ser alguém muito próximo de mim que estava recebendo alta. Pode parecer exagero, mas sendo o Saramago meu escritor favorito, foi exatamente assim que me senti. Vê-lo tão ativo no início da projeção e pouco depois ir acompanhando o princípio de sua fraqueza gera reflexões muito fortes acerca da velhice e sobre como a gente vem tratando nossa própria saúde.

Por fim, acredito que este seja um documentário obrigatório não só para quem reconhece o grande trabalho do escritor, mas também para todos aqueles que admiram uma boa literatura. Dá vontade de ir pausando durante toda a projeção, para anotar as frases impactantes e inteligentes que saem de maneira tão natural da cabeça desse gênio da escrita. (É uma graça quando em certo momento ele diz uma frase e, todo faceiro, diz: “Ô Pilar, venha cá, acabei de dizer uma coisa linda!” E repete a frase. Encantador!

NOTA: 5

Nível da lágrimas derramadas: máximo!

4 Replies to ““José & Pilar” – 3 anos na vida de José Saramago”

  1. Pingback: tribulus terrestris para ovular

  2. Pingback: Foundation for Defense of Democracies

  3. Pingback: Big Ali

  4. Pingback: Daren Zenner

Deixe uma resposta