Comida di Buteco e Botecar – 2 festivais gastronômicos agitam BH!

Começou na última semana, em Belo Horizonte, dois festivais de gastronomia com foco na tradicional comida de boteco: o Comida di Buteco (Cdb) existe já há 15 anos e virou tradição na cidade, movimentando quase 50 bares por edição. Tamanho sucesso fez com que o evento se espalhasse para outras capitais. O outro festival é o Botecar, nascido esse ano após problemas internos entre os até então integrantes do Comida di Buteco, que se separaram e criaram o Botecar.

Resumindo a ópera, os dois eventos estão ocorrendo simultaneamente e no total os butequeiros da cidade tem nada menos do que 100 bares para percorrer em cerca de 30 dias, provando os pratos e dando nota também para ítens como atendimento, cerveja gelada e limpeza do ambiente. Dos 45 bares integrantes do Comida di Buteco, a imensa maioria são de bares novatos no festival. Já dos 55 participantes do Botecar, a maioria fizeram parte do Comida di Buteco e este ano optaram por fazer parte do novo festival.

Confuso? Pois é mesmo, até para quem como eu participa do Cdb há anos. Mas separações à parte, o que quero é apenas continuar realizando minha saga butequeira, conhecendo lugares novos, revisitando os antigos e adorados e se divertindo com os amigos. E foi assim que neste final de semana visitei 9 bares participantes, sobre os quais falarei agora, por ordem de visitação:

1 – Petisqueira do Jacaré Botecar

botecar-petisqueira-do-jacarePrato: Costelinha suína regada ao molho especial da casa acompanhada de bolinhos de bacon.

Costelinha saborosa, embora os pedaços estivessem com boa quantidade de gordura. O molho especial da casa é delicioso (já conhecia de idas anteriores ao bar e adoro). Os bolinhos de bacon na verdade são bolinhos de arroz com sabor de bacon. Muito saboroso! O bar em si é ótimo, gosto muito do ambiente.

comida-di-buteco-dedinho2 – Bar do Dedinho Comida di Buteco

Prato: Polpetas de boi recheadas com strognoff de queijo, pelotas de frango ao molho de manga e bolinhas de batata com parmesão ralado. 

Até o momento, este foi um dos pratos que achei mais interessante. Todos os ingredientes estão muito saborosos, os molhos casaram muito bem com as carnes e as batatinhas são deliciosas! Vale muito a pena experimentar. Obs: fui neste 2 vezes no fds.

3 – Bar do KakaBotecar

botecar-bar-do-kakaPrato: Filé de tilápia empanado, jiló à milanesa e bolinho de queijo, acompanhando molho tártaro e molho picante.

Primeiro ponto positivo foi fugir das tradicionais carnes e optarem por peixe! Tilápia simplesmente deliciosa, jilózinho frito muito gostoso. Só o bolinho é que achei sem graça. Porção mais farta de todos os bares visitados até o momento!

comida-di-buteco-tematico4 – Bar Temático – Comida di Buteco

Prato: Costela suína no bafo, com batatas recheadas e melaço de cebola roxa.

É um prato gostoso? Sim. Mas nada fora do comum. Costelinhas saborosas, batata comum. O grande destaque é o melaço de cebola roxa, que dá um up no sabor.

comida-di-buteco-koqueiro5 – Koqueiro’s BarComida di Buteco

Prato: Língua de boi, moela, carne de panela acompanha molho de abacaxi com pimenta, banana empanada.

Estava participando de uma caravana, onde fomos em 4 bares no mesmo dia, e o roteiro foi criado pelo organizador da caravana. Apesar de já conhecer o bar e gostar de lá, este com certeza não estaria na minha lista de interesses, já que nunca tive vontade de experimentar língua nem moela, pelo simples fato de achar que tem coisas que a gente não precisa comer, hehe. Mas como já estávamos lá, resolvi deixar o nervoso de lado e chutei o balde, experimentei as duas iguarias. E sim, gostei! A língua vinha com um molhinho com gengibre, muito gostoso. Moela e carne de panela também saborosas, assim como as rodelinhas de banana empanada. A dica então é deixar o preconceito de lado e experimentar novos sabores!

comida-di-buteco-bar-do-tonho6 – Bar do TonhoComida di Buteco

Prato: Costelinha de porco com orapronobis e angú

Amo costelinha, amo orapronobis, amo angú. Este último ainda vem com um queijo derretido no fundo, bem gostoso. Mas apesar de amar todos os ingredientes e eles estarem gostosos, tenho a ideia de que em festivais precisamos de pratos inventivos. Além disso, achei que foge da proposta “comida de buteco”, fica parecendo mais uma refeição. E poderia vir mais caprichada também, o angú vem tão pouquinho… Apesar destas críticas, quem gosta desse típico prato mineiro pode ir que vai gostar.

comida-di-buteco-maria-lele7 – Maria LeléComida di Buteco

Prato: Tulipas de almondegas recheadas com purê de batata e bacon, pernil acebolado com conserva de gengibre e molho de maracujá com cachaça

Saboroso, as almôndegas com purê de batata cumprem o que prometem, pernil comum, lascas de gengibre dando um toque especial. O molho de maracujá com cachaça estava muito líquido, merecia um pouco mais de consistência.

comida-di-buteco-pompeu8 – Bar PompéuComida di Buteco

Prato: Picadinho de filet ao molho gorgonzola, filezinho de frango com molho de maionese e provolone, mini almondegas ao sugo e lombo em conserva.

A porção é boa, embora eu não seja muito fã de muitas opções de sabores em uma porção só. Acho que 3 opções no máximo em cada prato é o ideal. Mas de modo geral, é um prato bom. O lombo é frio e isso causa uma certa estranheza no primeiro momento, mas é gostoso. A nota destoante fica por causa da conta, que veio cobrando errado. Acho este um erro muito chato, que claro que sabemos que pode acontecer, mas não deveria. E só uma brincadeira, engraçado como sempre erram pra mais, né? Tivemos que nós mesmos fazermos a discriminação de tudo que consumimos e olhar seu valor no cardápio, pra chegar ao valor correto.

comida-di-buteco-dona-suica9 – Dona SuicaComida di Buteco

Prato: Frango ao molho com lombo defumado e batatas baby surpresa.

É um prato que tem tudo pra dar certo, mas infelizmente o molho estava um tanto salgado. Como estávamos em 5 pessoas deu pra degustar, mas estivéssemos em 2 pessoas seria complicado comer tudo, devido ao sal. O molho e as carnes vem em cima de uma massa de panqueca, o que foi uma boa pra fazer um “sanduíche” e diminuir um pouco o sal. Se acertarem esse ponto, vejo potencial!

Resumindo a maratona: em sua maioria, pratos saborosos mas sem “inventividade”, o que pra mim conta muitos pontos em se tratando de festival. Apesar de neste ano o Comida di Buteco não ter ingredientes obrigatórios, vemos muitas costelinhas, muitas almôndegas e um um tantinho de gengibre nos molhos. Um ponto alto foi a cerveja, beeeem gelada na maioria dos bares.

Outra coisa que deu pra reparar foi que, com 2 festivais simultâneos, o problema da grande fila que se formava nos bares deu uma diminuída boa. Por fim, o fato de eu ter ido em apenas dois bares do Botecar foi apenas coincidência. Espero equilibrar este número  nas próximas butecadas.

E você, já conferiu algum bar dos festivais? O que achou?

 

One Reply to “Comida di Buteco e Botecar – 2 festivais gastronômicos agitam BH!”

  1. Paloma Gerber

    Curti Amandinha!
    Fui apenas ao 222 que tá com um prato extremamente simples. Curti, mas como não frequento o comida di buteco não sei equiparar e nem dar nota pra essas coisas. Achei básico.

Deixe uma resposta