Tragédia em Mariana – como ajudar

Esse final de semana estive em algumas cidades atingidas pelo rompimento da barragem da Samarco. Fui levar algumas doações e ajudar como voluntária, e tem muita gente perguntando como está/do que estão precisando. Então segue abaixo o que consegui compilar:

Em Mariana, que é a principal cidade da região, as doações não param de chegar. O Centro de Convenções está lotado e a cada minuto chegam mais carros e caminhões  trazendo coisas. Comida, roupas, calçados, produtos de higiene pessoal e de limpeza, livros e brinquedos tem bastante, tanto que a prefeitura suspendeu momentânea o recebimento de novas doações. Mas precisam muito de voluntários pra ajudar a separar as coisas. No tempo que estive lá, ajudei a separar os alimentos (que depois serão colocados em cestas básicas e entregues ao moradores de bento Rodrigues e outras cidades atingidas) e a achar os pares de calçados e juntá-los. É só chegar e se apresentar como voluntário, que eles explicam qual a ajuda precisam no momento. Então quem estiver querendo ajudar de alguma forma e puder ir até Mariana (perto de BH, cerca de 100km) esta é uma ótima opção.

Outra ajuda interessante que vi por lá são voluntários para brincar com as crianças. Muitos palhaços e super-herois entretendo os pequenos, levando um pouco de alegria para eles, que talvez nem consigam entender exatamente a tragédia que estão vivendo, mas sentem o clima pesado no ar.

Também pode-se pesquisar as cidades atingidas e levar a doação até elas. Cidades menores são menos conhecidas e por mais que as doações cheguem até eles, não é em tão grande número como nas cidades maiores. Levei um carro cheio de doações e entreguei na cidade de Barra Longa, na Câmara Municipal.

casa atingida pela lama samarco

As fotos abaixo foram feitas na cidade de Barra Longa, apenas uma das várias cidades atingidas, mais de 10 dias depois do crime. A praça da cidade não existe mais, assim como várias casas. Caminhões passam a todo momento, retirando lama. Se está assim 10 dias após, imagina nos dias seguintes. Lamentável e muito triste ver casas abandonadas e cheia de lama por todos os lados. Dá pra ver exatamente a altura que a lama chegou, quase 2 metros de altura.

Conversando com os moradores, a gente consegue ter uma noção de como a coisa toda foi assustadora. Pessoas nos contaram que ainda hoje não conseguem esquecer a voz dos moradores gritando e pedindo ajuda, no momento que a lama chegou por lá. Outros agradeceram muito por estarmos lá, levando doações e ajudando. Uma mulher agradeceu muito e disse que a roupa que ela estava vestindo, assim como tudo que ela tem hoje é por conta das doações. Ela perdeu tudo. Não tem como não chorar junto.

Estas pessoas precisam de ajuda, mas também de carinhos e abraços. Se você estiver com tempo livre, ao menos nos finais de semana, vá até lá! Não precisa ajudar com bens materiais. Se apresente como voluntário, participe, vá aos locais afetados. Vendo pela tv a gente não consegue ter ideia da gravidade. Estar lá pessoalmente nos ajuda a sermos mais solidários, mais altruístas. Gentileza, boas ações e energia positiva, o mundo está precisando!


Não sabe onde entregar doações? Este site reúne os postos de coletas espalhados pelo Brasil: http://riodoce.help

casa tomada pela lama mariana

casa atingida pela lama samarco
barra longa tomada pela lama
rio doce tomado pela lama
casa tomada pela lama da samarco
casa tomada pela lama da samarco
casa atingida pela lama samarco

praça debaixo da lama da samarco

casa tomada pela lama mariana

moradores perderam tudo mariana

moradores perderam tudo mariana
casa tomada pela lama rompimento barragem

como ajudar no desastre de mariana

minas gerais rompimento barragem mariana

2 Replies to “Tragédia em Mariana – como ajudar”

  1. carina Flores

    Moro no Rio de Janeiro e quero ser voluntária. Como faço?

  2. Pingback: Pearl Jam faz show espetacular em BH 

Deixe uma resposta